A Técnica

RessonanciaPessoal

Registro: INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) no BRASIL (N° 966140695) e em PORTUGAL (N° 20182000506329). Direitos Nacionais Biblioteca Nacional.

A RESSONÂNCIA PSICOTERAPÊUTICA® É UMA TÉCNICA PSICOTERAPÊUTICA DE INTERCOMUNICAÇÃO ENTRE INCONSCIENTES DE PESSOAS, VIA ONDAS CEREBRAIS.

Criada, desenvolvida e sistematizada por Prof. Dr. Idalino Almeida em 1998, a RPP® (Ressonância Psicoterapêutica®) é uma psicoterapia de caráter transpessoal, que trabalha com as frequências das ondas cerebrais do Co-terapeuta (Sintonizador) e do Cliente (Sintonizado), estabelecendo uma intercomunicação entre os inconscientes de ambos, dentro de um contexto psicoterapêutico conduzido por um Terapeuta treinado e certificado nos Cursos de Formação em Ressonância Psicoterapeutica® (RPP®). Essa tecnologia de ponta também é usada para fazer regressão a distância com pessoas impossibilitadas de estar no consultório e fazer a terapia presencial.

É o princípio básico da telepatia, porém, aplicado à psicoterapia, funcionando como uma translocação de consciência e uma intercomunicação entre inconscientes, através das ondas cerebrais. Em alguns casos, é realizada utilizando uma terceira pessoa em estado alterado de consciência (EAC), que entrará em ressonância com o inconsciente do Cliente.

Com a Técnica da Ressonância Psicoterapêutica®, o Terapeuta RPP® acessa o inconsciente de seu Co-terapeuta em estado alterado de consciência e estabelece uma PDI (Parceria Direta com o Inconsciente). Este, por sua vez, entra em ressonância com o inconsciente de seu Cliente, se este autorizar. A partir daí, com a permissão do inconsciente do Cliente (Sintonizado), o Terapeuta pode realizar a sessão de psicoterapia através do inconsciente do Co-terapeuta (Sintonizador). Em resumo: é como se a pessoa sintonizada (Cliente) estivesse presente no consultório, fazendo a terapia presencial, fazendo regressão e vivenciando todas as emoções com catarses etc., alcançando, assim, resultados bastante eficazes com essa tecnologia de ponta em psicoterapia.

Quanto ao Cliente que está distante, pode estar realizando seus afazeres normalmente, uma vez que todo o processo é realizado de inconsciente para inconsciente, facilitando e superando as dificuldades de uma terapia convencional. É uma técnica indicada para trabalhar terapeuticamente a distância, mas que também pode ser trabalhada com a pessoa presente no consultório, assistindo à sessão. Também indicada para pessoas que têm dificuldades de entrar em regressão, pessoas em coma, crianças, recém-nascidos, idosos convalescentes, pessoas com baixa capacidade de cognição ou com dificuldade de locomoção ou fala, autistas, pessoas em depressão, entre outros. É, também, utilizada quando a Terapia feita presencial não apresenta resultados satisfatórios. Usando a Ressonância, estabelece-se uma interação e uma retroalimentação de informações, além de catarses (expurgações) de cargas emocionais conflituosas, com resultados terapêuticos bastante eficazes.

Vale ressaltar que a Ressonância Psicoterapêutica® só acontece com a permissão do inconsciente do Cliente a ser terapeutizado. Para mais segurança e resultados mais eficazes, sugerimos que a Ressonância Psicoterapêutica® seja associada à PDI (Parceria Direta com o Inconsciente), técnica também criada e desenvolvida por Prof. Dr. Idalino Almeida. O Terapeuta trabalha em parceria com ele, uma vez que nosso inconsciente sabe muito mais sobre o Paciente do que ele próprio e do que o Terapeuta. Além do mais, o inconsciente orienta o próprio Terapeuta sobre o que fazer e o que é melhor para o Paciente.

NOTA 1: a Técnica da Ressonância Psicoterapêutica® trabalha exclusivamente com a intercomunicação entre inconscientes de pessoas, via ondas cerebrais.

NOTA 2: a Psicodinâmica da Técnica acontece entre o Terapeuta, o inconsciente do Co-terapeuta/Sintonizador e o inconsciente do Cliente/ Sintonizado.

Tanto a Ressonância Psicoterapêutica® quanto a PDI (Parceria Direta com o Inconsciente), além da DBC (Dessensibilização Breve de Conflitos), são técnicas criadas, desenvolvidas e sistematizadas pelo Psicanalista Graduado em Psicologia, Prof. Doutor Idalino Almeida, na década de 90, como forma de preencher uma lacuna existente em consultório e diante da necessidade de resolver determinados casos que, até então, as terapias convencionais não se apresentavam eficazes. Essas três técnicas estão presentes no livro “Terapia Regressiva – Técnicas Psicoterapêuticas Complementares”, com Edição ESGOTADA.

CAPA-LIVRO-219x300